quinta-feira, 25 de junho de 2009

Brotos de Alfafa

Oiees...
Aprendendo, experimentando e compartilhando.
Lá onde fiz o cursinho de culinária vegetariana, eles produzem e vendem broto de alfafa. Pode ser utilizado como salada ou em sopas, quando você olha para ele, pensa "Huum... que estranho", mas se for bem preparadinho ele fica gostoso, é macio e não tem gosto forte. Claro que não é uma maravilha dos deuses, mas é muito saudável, nutritivo e agradável!
Daí, comprei um potinho de brotos de alfafa para fazer em casa, fiz um molhinho de mostarda e ficou 10!
Molho de Mostarda
Ingredientes:
- 3 colheres (sopa) de mostarda Hemmer com ervas finas
- 6 colheres (sopa) de azeite de oliva
- 1 sachê arisco para salada
- 1 pontinha da colher de café de tempero pronto arisco com ervas
Modo de Preparo:
    Mistura tudo, bata bem com o garfo e coloque por cima da salada!
saladinha-de-broto-de-alfafa
Algumas coisas sobre os brotos que andei pesquisando...
Brotos = Proteínas!     As proteínas das plantas são facilmente assimiladas pelo corpo humano, são pobres em gorduras e praticamente não contém gordura saturada e colesterol.
    As proteínas são construídas de "blocos" chamados aminoácidos. Dos oito aminoácidos essenciais, os brotos de feijão (moyashi) são ricos em sete, superando a carne e o ovo em alguns casos.
    O broto de alfafa possui grande quantidade de substâncias bioflavonóides (antioxidantes naturais produzidos pela planta como mecanismo de proteção) que atuam como anticancerígenos nas células humanas.
    Vitaminas A, C e E previnem a oxidação de gorduras no sangue, inibindo assim a formação de radicais livres no organismo. Os brotos são boas fontes dessas vitaminas, principalmente A e C. Possuem também alta concentração de minerais.
    São utilizados em dietas por atletas, substituindo a carne, além de ser utilizado como fitohormônio pelas pessoas que precisam de reposição hormonal e não podem fazê-lo através de produtos sintéticos.
    O cultivo dos brotos não necessita de agrotóxicos, pois são colhidos prematuramente, ainda com altíssima energia vital.
    A alimentação viva - ou raw food - é muito praticada em todo o mundo e pouco difundida no Brasil, embora bons restaurantes já tenham os germinados em seus cardápios.
Como servir os brotos
    Transfira os brotos colhidos para uma vasilha funda, com água. Agite a água e os brotos vigorosamente com as mãos. Os brotos que oferecem cascas deverão soltá-las em grande parte. A agitação da água também permite limpar os resíduos metabólicos (açúcares) das superfícies dos brotos, o que evita a formação de gases no seu organismo.
    Os sabores dos brotos não são primores para satisfazer nenhum gourmet, mas eles são tão saudáveis que uma dieta à base de brotos pode melhorar e muito a sua saúde. Portanto, experimente cada um em separado e veja quais as misturas que você mais gosta.
    Se você ainda não está acostumado(a) aos sabores dos brotos, enriqueça a comida do dia a dia ou a salada. Alguns têm gostos mais picantes, outros mais amenos.
    Experimente misturá-los ao Tofú (queijo de soja) com azeite de oliva e orégano (esfregue este entre as mãos antes de jogar sobre a comida).
    Se você gosta de um toque doce, experimente cortar cubos pequenos de maçãs (sem casca e sem sementes) e misture com uvas-passas e com os brotos (inteiros). Misturar flores comestíveis ("capuxinhos") também dão um toque especial.
    Outras boas misturas são tahini (pasta de gergelim), babaganoug (pasta de berinjela com tahini) e a própria berinjela assada no forno (asse bastante no forno, bata, sem a casca, com algumas gotas de limão e azeite de oliva, no liquidificador). Ou seja: invente e tente!     Brotos crus também são bons para misturar a sopas de legumes, principalmente às mais consistentes (batidas no liquidificador) como a de abóbora com ervilhas. Experimente a sopa de brotos colhidos a 1 ou 2 dias.
    Saladas de brotos, temperadas à gosto, também são opções para quem não os aprecia in-natura
    Lembre-se que todo alimento cozido perde as enzimas que ajudam na digestão, assim como boa parte da energia vital. Prefira comê-los crus ou misturados com cozidos.
Fonte: http://www.tudosobreplantas.com.br/asp/materias/materias.asp?link=brotos

4 comentários:

Fla disse...

Menina eu adoro broto de feijão, de alfafa, de ervilhas é tudo de bom.
Aqui em Sorocaba é difícil encontrar, mas quando acho eu compro, e dá pra plantar e produzir em casa, eu vi num globo rural uma vez eles ensinando.
Beijos
Fla

Na Cozinha da Carina disse...

Oi
fica gostoso mesmo!
na fonte onde peguei o artigo sobre brotos, ensina a cutivá-los em casa... da uma olhadinha lah!

Anônimo disse...

Eu já experimentei esses brotos e acho uma delícia, são leves, perfumados e saborosos e nutritivos.
Apenas dois fios de azeite e sal já deixa-o muito gostoso.
O cultivo em casa é muito fácil e esteticamente agradável.
Angela Marta
Nutricionista

Diogo disse...

Olá!
Eu comprei essa mostarda Hemmer com ervas finas e achei meio forte, ela é pra todo tipo de aplicação ou por exemplo, em cachorro quente ela teria que ser colocada em menor quantidade? Você já tentou usar ela em outras coisas?
valeu :)